quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A dança popular

  O que é dança popular?

   A dança popular é um conhecimento produzido historicamente pelo ser humano que reflete especialmente o seu cotidiano, suas tradições e inspirações. Ela traz em si a linguagem poética de um povo que retrata o seu mundo vivido. A dança popular é um conhecimento original e coletivo de um povo; obra anônima que revela o ambiente cultural, a peculiaridade e a expressão essencial de determinada comunidade (CASCUDO, 2001; ROBATTO, 2002; AQUINO, 2003).

Danças que seram trabalhadas:
  • Ciranda
  • Coco da roxa
  • Coco Paparu
  • Dança da caninha verde
  • Coco do Sertão
Letras das músicas 

Ciranda

Eu tava na beira da praia
Ouvindo as pancadas das ondas do mar 2x

Esta ciranda quem me deu foi Lia
Que mora na ilha de Itamaracá 2x

Peguei meu radio e me deitei na preguiçosa
Acordei Rosa pra fazer o meu café

Chamei Rosa, Rosa não se levanto
Ai meu Deus como é que eu vou, dança ciranda em Sapé 2x

Ho moça você vai sofrer para saber o que é amar 2x

Na Paraíba dinheiro só de papel
Carinho só de mulher, nunca vi coisa melhor 2x

Mandei fazer uma casa de farinha
Bem maneirinha pro vento balançar

Oi passa o sol, oi passa a chuva, oi passa o vento
Só não passa o pensamento do cirandeiro  a cantar 2x

Cirandeiro, cirandeiro ho
A pedra do teu anel brilha mais do que o sol 2x

Eu tava na beira da praia
Ouvindo as pancadas das ondas do mar 2x

Esta ciranda quem me deu foi Lia
Que mora na ilha de Itamaracá 2x


Coco da Roxa

Ho rosa , ho flor
Ho que flor pra cheirar
Eu queria ser a rosa da roseira de iaiá. 2x
La se vai quem eu queria
A flor que eu tanto amava
La se vai meu pé de cravo
Que da rosa se gostava

Ho rosa , ho flor
Ho que flor pra cheirar
Eu queria ser a rosa da roseira de iaiá. 2x

Minha mãe sempre me disse
Ainda escuto ela dizer
Bota água na roseira
Não deixa rosa morrer

Ho rosa , ho flor
Ho que flor pra cheirar
Eu queria ser a rosa da roseira de iaiá. 2x


Coco Paparu

Paparu, paparu
Candinheiro sinhá
Eu não sou ralador
Para o coco ralar  4x

Apagaram o candinheiro
Já não posso mais dançar
Quem pegar meu candinheiro
Candinheiro a de ficar

Paparu, paparu
Candinheiro sinhá
Eu não sou ralador
Para o coco ralar 2x

As moças da Paraíba
Cheiram que nem uma flor
Mesmo assim são conhecidas
Mulher macho, sim senhor

Paparu, paparu
Candinheiro sinhá
Eu não sou ralador
Para o coco ralar 2x

Quando eu vou a Tambaú
Eu vou espiar o mar
Vejo moça tão bonita
Do cabelo arrepiar

Paparu, paparu
Candinheiro sinhá
Eu não sou ralador
Para o coco ralar 2x


Caninha verde

Minha, minha caninha-verde
A minha verde-caninha 2x

E salpicada de amor
E de amor salpicadinha 2x

Eu já plantei caninha verde
Com três palmos de fundura. 2x

Quando foi a meia noite
Já tinha cana madura 2x

Minha, minha caninha-verde
A minha verde-caninha 2x

E salpicada de amor
E de amor salpicadinha 2x

Eu já plantei caninha verde
Com três palmos de fundura. 2x

Quando foi a meia noite
Já tinha cana madura 2x

Galo, galo, galo, galo
Galo, galo já morreu. 2x

D. Maria mate o galo
Quem dá o tempero sou eu 2x

Galo, galo, galo, galo
Galo fez corococô. .2x

Quando foi a meia noite
Bateu asas e voou


Coco do Sertão (Cajueiro)

Ho cajueiro abalou, abalou deixa abalar
Cajueiro abalou, abalou deixa abalar 2x

Três, quatro meninas na roda
Três, quatro caboco lá 2x

Oi bota fogo no café
Pra nascer fulor
O viado ta no mato
He boi, he boi 2x

Meu relógio deu três horas
Na barra tem dois navios 2x

Arruma mala vão bora
Pro outro lado do rio 2x

Oi bota fogo no café
Pra nascer fulor
O viado ta no mato
He boi, he boi 2x

No mar de areia
Eu vi a sereia cantar 2x

E a baiana lá dentro
Dizendo vala-me Deus
Quem viu a lua fui eu
O grito quilharia

Oi bota fogo no café
Pra nascer fulor
O viado ta no mato
He boi, he boi 4x

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário